4 motivos para não deixar a sua declaração de IR para a última hora

0
114

1 – Risco de erros
A pressa é inimiga da perfeição. O preenchimento da declaração exige atenção, pois qualquer centavo lançado a mais (ou a menos) pode levar à malha fina.

2 – Imprevistos e esquecimentos
Com pouco tempo, aumenta o risco de esquecer documentos para abater gastos que podem ser deduzidos. Pode ser tarde demais também para levantar todos os comprovantes necessários.

3 – Receber antes a restituição
A análise das declarações é feita por ordem de entrega. Sendo assim, quem declara por último, recebe por último uma eventual restituição.
Vale lembrar ainda que aqueles que recebem nos primeiros lotes têm a vantagem de usar o dinheiro para a quitação antecipada de dívidas ou até mesmo para fazer aplicações financeiras com rentabilidade acima da Selic.
Veja as datas de pagamento dos lotes de restituição do IR neste ano:
1º lote, em 17 de junho de 2019;
2º lote, em 15 de julho de 2019;
3º lote, em 15 de agosto de 2019;
4º lote, em 16 de setembro de 2019;
5º lote, em 15 de outubro de 2019;
6º lote, em 18 de novembro de 2019;
7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

4 – Risco de multa
Se você é obrigado, perder o prazo significa pagar multa. O valor é de no mínimo R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido. Além do prejuízo financeiro, o contribuinte fica com restrições no CPF e isso irá lhe impedir de conseguir empréstimos, tirar passaportes, obter certidão negativa para venda ou aluguel de imóvel e até prestar concurso público até a regularização da situação.

Publicidade