Profissionais de Saúde, a Receita Federal está de olho em vocês

Médicos, dentistas, profissionais da área de saúde são muito visados pela Receita Federal, pois possuem rendimentos recebidos de Pessoa Física e Jurídica recebidos de várias fontes.

0
213

É obrigatório informar à Receita Federal o CPF dos clientes particulares, pois a Receita Federal cruza estas informações automaticamente a o esquecimento ou divergências de valores podem trazer uma grande dor de cabeça.

Você já separou todos os documentos, recibos e comprovantes?
A Receita Federal está enviando autos de infração, principalmente para os profissionais de saúde que não recolhem INSS de acordo com o valor declarado.
Você precisa fazer seu livro caixa com muita atenção e cuidado: certifique-se que todas as despesas comprovadas estão sendo lançadas.

Caso os valores declarados no livro caixa como receita, superem os declarados como despesa, acima do limite previsto na tabela do IR vigente, deverá ser recolhido o Carnê-Leão mensal para evitar multa no ajuste anual. O carnê Leão é obrigatório, para quem recebe de Pessoa Física, sem contar que em muitos casos, o livro caixa reduz o imposto a pagar, você sabia disso? Pois quando ele é feito mensalmente, é permitido abater custos de sua operação, como aquisição de máquinas, materiais, alugueis, salário, conselho, coisas que na declaração de ajuste anual não pode ser abatida.

Outra dica bem legal é fazer o certificado digital e-CPF. Com ele, fica mais fácil pesquisar as pendências nas DIRF (Declaração do Imposto de Renda) anteriores e para o acompanhamento futuro da declaração.
Avalie com seus contador de confiança, a possibilidade de ser criada uma Pessoa Jurídica para recebimento de prestação de serviço. Essa ação, em muitos casos, reduz e muito a tributação na Pessoa Física.

Fique atento para os bens adquiridos sejam compatíveis com o seu rendimento anual (rendimentos tributados e isentos) e devem suportar o aumento de patrimônio uma variação patrimonial muito grande pode atrair a atenção do fisco.
Aumentar os valores dos imóveis por meio de notas fiscais de melhoria ocorridas nos mesmos é interessante para reduzir a tributação do ganho de capital no momento de uma possível alienação. Essas NFs também podem ser utilizadas dentro do ano, como despesa no livro caixa, até o montante das receitas mensais do mesmo ano.

No caso de ganho em processos judiciais deve-se ficar atento aos lançamentos, pois a malha fiscal tem pego informações divergentes. Principalmente na questão dos honorários pagos aos advogados pelo ganho da ação.
Atentar para as heranças e doações, há limites para não ser tributado. O Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCMD) é um imposto brasileiro de competência dos Estados e do Distrito Federal, que incide quando da transmissão não onerosa de bens ou direitos, tal como ocorre na herança (causa mortis) ou na doação (inter-vivos).
Atentar para a venda de imóveis, há possibilidades de redução da tributação sobre ganho de capital.

A Receita Federal hoje com as diversas declarações que são exigidas de diversos órgãos e operações fazem com haja o cruzamento de 100% das operações que você realiza e que envolvem cartão de crédito, cartórios de registro de imóveis, imobiliárias e bancos.

Declare com segurança e com atenção. Para sua maior tranquilidade procure profissionais capacitados, pois eles poderão apontar a melhor opção para seu caso. Nós da Innove Contábil & Empresarial temos especialistas que irão te ajudar e orientar.

Publicidade